Área do Comerciante

Barreiras ao comércio de serviços em Portugal abaixo da média da OCDE

barreiras comércio de serviços; OCDE; Portugal;

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) lançou no dia 01-02-2022, a informação atualizada do seu Índice de Restritividade no Comércio em Serviços (STRI). 

O relatório mostra uma tendência em que a liberalização superou o aparecimento de novas restrições durante 2021, tendo o surgimento de novas barreiras ao comércio de serviços abrandado em quase todos os principais sectores abrangidos. O aumento médio acumulado das barreiras nos sectores abrangidos pelo Índice foi seis vezes menor em 2021 do que em 2020, indicando uma diminuição significativa tanto no volume como no efeito das novas restrições ao comércio.

A maior parte da liberalização do comércio foi identificada nos serviços de transporte aéreo, na banca comercial e nos serviços informáticos. A flexibilização dos regulamentos afetou particularmente os serviços fornecidos através da presença comercial noutros mercados, e através da circulação temporária de pessoas.

Este estudo, que abrange a regulamentação do comércio de serviços em 50 países e 22 sectores de serviços, representando mais de 80% das exportações globais de serviços, coloca Portugal como o 18º país em termos de liberalização do comércio de serviços, significativamente abaixo da média da OCDE. Mais informações sobre a situação portuguesa na nota do país. Conheça mais sobre o STRI no site da OCDE.


Fonte: Noticia original publicada no site da DGAE 

2022.02.02


  • Helpdesk
  • Comunicar ao Consumidor
  • Simplex
  • Espaço Comércio
  • Comércio com História
  • COVID-19
  • Estamos ON
  • Clean&Safe